NIPP
  • Publicado em 14/11/2018 às 13:48

    Apresentacao Pesquisa Vitimização UFSC 2016


  • Estatuto do Desarmamento salvou 160.000 vidas, calcula estudo

    Publicado em 17/10/2018 às 19:21

    Lei que pode ser derrubada pela Câmara dos Deputados poupou a vida de 113.071 jovens

    Por Gil Alessi do El País

    Armas apreendidas pela Polícia Civil de Santa Catarina.

     

    Enquanto na Câmara dos Deputados parlamentares ligados à bancada da bala discutem um projeto de lei que pretende acabar com o Estatuto do Desarmamento, o Mapa da Violência 2015 defende a importância da lei na redução das mortes com arma de fogo. De acordo com o relatório, que será divulgado nesta quinta-feira, o Estatuto foi responsável por poupar 160.036 vidas desde sua sanção pelo presidente Lula, em 2003 – o equivalente à população de uma cidade de médio porte como Nilópolis, no Rio de Janeiro, ou Itapecerica da Serra, em São Paulo. Desde total de pessoas salvas, o estudo indica que 113.071 foram jovens na faixa etária entre 15 e 29 anos.

     

    A linha vermelha mostra a curva dos homicídios entre 1993 e 2012, enquanto que a verde é a evolução esperada caso não houvesse o Estatuto do Desarmamento.

     

     

    Veja a matéria completa:

    https://brasil.elpais.com/brasil/2015/05/13/politica/1431545595_563619.html

     


  • AGENDA SEGURANÇA PÚBLICA É A SOLUÇÃO

    Publicado em 03/08/2018 às 8:51
    Imagem relacionada
    Organizações desenvolvem propostas para a segurança pública que podem balizar o debate na área.
    A Agenda está organizada ao redor de duas prioridades que a segurança pública necessita enfrentar nos próximos quatro anos:
    1) Redução e prevenção dos crimes violentos
    2) Enfraquecimento das estruturas do crime organizado.
    As propostas para enfrentar os problemas identificados se dividem em sete eixos programáticos:
    1. Sistema eficiente para gerir a segurança pública;
    2. Estruturas estatais coercitivas e regulatórias para enfrentar o crime organizado;
    3. Efetividade e eficiência do trabalho policial;
    4.Reestruturação do sistema prisional;
    5. Programas de prevenção da violência;
    6. Reorientação da política de drogas;
    7. Regulação e o controle das armas de fogo.
    Acesse o documento completo:

  • 12° Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública – 2018

    Publicado em 02/08/2018 às 12:57

    Resultado de imagem para fbsp 2018 encontro 12

    Com o tema “Elegendo a Segurança Pública que Queremos” o 12º Encontro do FBSP vai priorizar o debate em torno das propostas para redução da violência e de temas urgentes para enfrentar a grave crise de crescimento da criminalidade e da insegurança que o país enfrenta.

    Inscrições até dia 19/08/2018

    Homepage

    Cidade: Brasília

    Local: UnB

    Data: 20 a 22/08/2018

     


  • Assista os vídeos/palestras do Seminário Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança, realizados dias 17 e 18 de Maio – 2018 na UFSC – SC

    Publicado em 28/06/2018 às 9:38

    Todos os vídeos:

    https://www.youtube.com/channel/UCOEpZOKY8d-hjCNEppAQuOw/videos?view_as=subscriber


  • NIPP/UFSC e Instituto Werner realizam primeiro Seminário do Brasil com foco em Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança

    Publicado em 20/06/2018 às 22:39

    Pesquisas de Vitimização são essenciais para se medir tendências criminais e entender os impactos objetivos e subjetivos da violência na sociedade em geral e nas instituições e nos indivíduos em particular.

    Tais estudos permitem também a elaboração de diagnósticos concretos sobre as ações dos governos e dos órgãos de segurança, além de nos oferecer indicadores básicos para se medir os resultados alcançados nas políticas públicas. Assim sendo, com o diagnóstico e os estudos na área, torna-se possível a elaboração de políticas de Segurança Pública efetivas.

    Com base nisso e com vistas a congregar a academia, estudantes, pesquisadores, sociedade civil, órgãos de segurança e gestores, bem como, o público em geral, o NIPP, com o apoio do Instituto Werner, organizou nos dias 17 e 18 de Maio de 2018 o Seminário Internacional Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Segurança. O evento aconteceu na cidade de Florianópolis – SC, na Universidade Federal de Santa Catarina.

    O evento reuniu pesquisadores do Brasil, como o Dr. Marcos Rolim do Instituto Cidade Segura, a Dr. Ariadne Natal da USP (Universidade de São Paulo) e o Dr. Bráulio F Alves da Silva da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) entre outros. Do Chile veio o Dr Luiz Vial da Universidad Diego Portalese e da Espanha o Dr Riccardo Valente da Universidade de Barcelona. Pesquisadores de outras universidades também estiveram presentes.

    Além da organização por parte do NIPP/UFSC, com coordenação do professor Erni J. Seibel, o evento contou com o apoio da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina, do CFH/UFSC – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, do Observatório Violências e Segurança Pública/UNOCHAPECÓ e do núcleo de pesquisa Learning, Media & Social Interactions da Universidade de Barcelona. Vale destacar também que a realização do Seminário contou fundamentalmente com a parceria do Instituto Werner.

     

    O Seminário Internacional Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança alcançou todos os seus objetivos: realizou um dos primeiros (se não o primeiro) evento com foco exclusivo em Pesquisas de Vitimização; reuniu a comunidade academia, experts, sociedade civil, instituições de ensino, órgãos de segurança e governamentais, contribuindo tanto no campo científico como no debate sobre políticas públicas efetivas na área da segurança; trocou informações, dados, experiências e metodologias com profissionais do Chile, da Espanha e de diversas partes do Brasil; representou o Instituto Werner e cumpriu com sua função de fomentar pesquisas quantitativas que expliquem as variações.


  • Veja a reportagem do programa “SC em Ação” (SBT) sobre o Seminário Internacional Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança.

    Publicado em 23/05/2018 às 13:26

    SEMINÁRIO VITIMIZAÇÃO/SENTIMENTO DE INSEGURANÇA

    A UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA FOI SEDE DO SEMINÁRIO INTERNACIONAL: PESQUISAS DE VITIMIZAÇÃO E SENTIMENTO DE INSEGURANÇA. NO EVENTO FORAM DIVULGADOS RESULTADOS DOS ESTUDOS QUE PRETEDEM FORMULAR POLÍTICIAS DE SEGURANÇA PÚBLICA VOLTADAS PARA OS TEMAS EM DESTAQUE.

    Publicado por SC em Ação em Terça-feira, 22 de maio de 2018

     

     


  • Marcos Rolim: uma visão reveladora e desconcertante sobre a Vitimização e a Segurança Pública

    Publicado em 11/05/2018 às 19:04


    “Não se produz políticas de segurança pública sem pesquisas de vitimização!” este é o mote principal que será abordado pelo Prof. Marcos Rolim em sua palestra de abertura do Seminário Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança​, dia 17/05 às 10h.

    O professor deverá abordar a importância de se produzir pesquisas de vitimização no atual contexto, assim como as qualidades das mesmas em contrapor ao problema das chamadas “cifras ocultas” e, ao mesmo tempo revelar o universo “não oficial” da vitimização no cotidiano; a mesmo tempo pesquisas de vitimização também revelam a associação entre a vitimização e o sentimento de insegurança que estes fatos provocam, direta ou indiretamente.

    Marcos Rolim, especialista em segurança pública e direitos humanos, oferece uma visão reveladora e desconcertante de um dos assuntos mais prementes da atualidade: a segurança pública. Utilizando dados da moderna criminologia, analisando exemplos e fazendo uma análise comparativa de diversas práticas policiais internacionais, o autor mostra como as polícias podem ser repensadas e quais os parâmetros mais promissores para uma reforma eficaz.

    O Prof. Marcos Rolim é Presidente do Instituto Cidade Segura, de Porto Alegre

     

    Inscrições:

    Inscrição para Seminários e Eventos


  • Pesquisador Riccardo Valente apresenta método avançado em pesquisas de vitimização

    Publicado em 11/05/2018 às 18:55

    O sociólogo Riccardo Valente participará do Seminário Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança no dia 18/05 às 9h com uma exposição do método Delphi como estratégia de pesquisa para projetar pesquisas no campo dos estudos de vitimização. De acordo com Valente, as pesquisas atuais de vitimização precisam se concentrar em uma série de tópicos pouco explorados, como a influência da exclusão social e da privação urbana nas percepções e o impacto que o medo do crime e sentimentos de insegurança têm na vida das pessoas. Para isso, painéis de especialistas multidisciplinares e com múltiplas partes interessadas mostram ser uma maneira particularmente eficaz de enriquecer as práticas atuais na elaboração de medições baseadas em pesquisas sobre questões relacionadas ao crime e percepções de insegurança.

    Riccardo Valente é sociólogo e pesquisador associado na Universidade de Barcelona. Seu trabalho abrange diferentes tópicos, incluindo a relação entre insegurança subjetiva e crime real, e a análise de padrões sócio-espaciais de privação urbana. Ele obteve seu doutorado em janeiro de 2016, com uma dissertação sobre crime e desigualdade na cidade de Barcelona. Entre 2015 e 2017, foi coordenador científico do @Marginproject, financiado pela Comissão Europeia no âmbito do programa Horizon 2020. O projeto envolveu sete instituições de cinco países da UE e concentrou-se no estudo da incidência de ansiedades socialmente construídas sobre a percepção de insegurança das pessoas.

     

    Inscrição para Seminários e Eventos


  • Seminário Internacional Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança

    Publicado em 16/04/2018 às 11:20

     

    Inscrições:

    Inscrição para Seminários e Eventos

     

    Programação: Seminário Internacional Pesquisas de Vitimização e Sentimento de Insegurança

    17/05/2018

    9:00 – 9:30

    Inscrições

    9:30 – 10:00:

    Abertura: Pesquisas de Vitimização e Politicas de Segurança.

    10:00 -12:00

    Palestra: Pesquisas de Vitimização e Políticas de Segurança Pública:

    Palestrante: Marcos F. Rolim (Instituo Cidade Segura).

     

    14:30 – 17:00

    Palestra: Pesquisa de Vitimização de Porto Alegre/RS

    Palestrante: Marcos Rolim ( Instituto Cidade Segura);

     Palestra: Pesquisa de Vitimização em Belo Horizonte/MG.

    Palestrante: Bráulio Figueiredo Alves da Silva (UFMG).

     Coordenação: Profa. Dra. Irme Bonamigo (Observatório Violências e Segurança Pública /UNOCHAPECÓ)

     

    18/05/2018

    9:00 -12:00 

    Palestra:

     “Método Delphi para desenhar novas medidas no campo de pesquisas de vitimização: a experiência europeia” [“Delphi method to design new measures in the field of victimization studies: a European experience”]

    Palestrante:  Prof. Dr. Riccardo Valente (Universidade de Barcelona – Espanha); 

    Palestra:

    “Pesquisa de Vitimização no Chile.” [“Encuestas de Victimización en Chile”]. *

    Palestrante: Prof. Dr.Luiz Horacio Vial Recabarren. (Universidad Talca – Santiago de Chile).

    Coordenador: Prof. Dr. Erni J. Seibel

     

    14:30 – 16:00 

    Apresentação de pesquisa: “Vitimização e Sentimento de Insegurança na UFSC”.

    Apresentadores: Gabriela Ribeiro Cardoso (PPGSP/NIPP), Felipe Mattos Monteiro (USP/NIPP); Denis Berté (PPGSP/NIPP) 

    Coordenação: Riccardo Valente (Universidade de Barcelona).

     

    16:00 – 18:00 

    Mesa redonda: “Ações das Universidades em relação à Intolerância, Discriminação e Assédio”.

    Participantes: Ariadne Natal (NEV/USP); Francis Tourinho ( SAAD/UFSC) ; Gláucia de oliveira Assis ( LABGEF- Observatório das MIgrações – SC/UDESC).

    Coordenação: Luiz Carlos Chaves (Observatório Violências e Segurança Pública/UNC/SC).

     

    Inscrições:

     

    Inscrição para Seminários e Eventos